Tuesday, September 24

Mais uma noite que passa. Uma noite longa. Fria. Sem qualquer pressa em dar lugar ao calor da luz do dia. Levando-me a alma até às memórias mais profundas, mais dolorosas. Perdida em pensamentos que já não passam de cicatrizes. Cicatrizes que jamais se apagarão com o tempo. Não devia ser tão difícil esquecer o passado. Apagar da memória tudo o que nos atormenta, tudo o que vai levando um pouco de nós. Gostava de ter o dom de desligar as memórias do passado nestas noites. De ter um refúgio que me acalmasse a alma e o coração. De um abraço forte e apertado, que me fizesse acreditar que não estou sozinha. Oh, como sabia bem agora o calor de um abraço.

7 comments:

catarina ferreira said...

de nada meu bem , era mesmo *.*

Gabi. said...

espero que tenhas razão querida, obrigada.
é realmente , por vezes, muito difícil esquecer o passado.. mas um dia vais conseguir!
*abraço virtual*

Gabi. said...

espero que tenhas razão querida, obrigada.
é realmente , por vezes, muito difícil esquecer o passado.. mas um dia vais conseguir!
*abraço virtual*

Cláudia Ribeiro said...

escreves lindamente*
r: obrigada.

Cláudia Ribeiro said...

não tens de quê*

Zoey said...

Obrigada pelo apoio querida :)

Flávia said...

já tinha saudades de te ler . está um encanto :))