Tuesday, August 6

Quando estou longe de tudo, sozinha. Penso em tudo o que poderia ter neste momento se não tivesse tanto medo de arriscar. Arriscar num amor. Dar tudo de mim. Sem medos. Mas eu tenho, muito medo até. Medo de ir ao fundo. Onde já estive. E sei como é doloroso lá chegar e a força que é necessária para sair. Não sei se neste momento, ou num futuro próximo, teria forças para passar por tudo novamente. Se bem que nunca sabemos a força que temos, até chegarem os momentos em que realmente precisamos dela. Aí descobriria se tenho essa força em mim ou não. Mas prefiro continuar assim, pensando que não. Não consigo sequer suportar a ideia de ter que passar por tudo outra vez. Já se passaram três anos. E não consigo entregar o meu coração a ninguém. É triste, mas é a minha realidade. Rezo para que um dia encontre alguém que me mostre que vale a pena confiar. Que ainda posso dar tudo de mim. Alguém por quem me apaixone todos os dias. Alguém que me faça sorrir. É o que preciso.

16 comments:

Renata said...

Não tenhas medo de entregar. Se voltar a acontecer o mesmo vais sofrer, mas acima de tudo vais aprender novas coisas que te serão útil futuramente.
Adoro ler-te também acredita. Obrigada pelas palavras doce*

Renata said...

Eu percebo princesa, mas tens que ser superior a esse medo. Nao tens que agradecer :)

teixa pinto said...

É mesmo, sabe tão bem por vezes!

teixa pinto said...

Exato querida!

inês said...

tenho a certeza que a pessoa que te vai fazer feliz está tão perto de chegar, o momento tão apetecido vai chegar e o teu sorriso irá ser constante, porque amar faz bem a alma!
um beijo, estou a seguir linda

Renata said...

Quando encontrares a pessoa certa vais ver que esse medo vai desaparecer e vais ser muito feliz!

Renata said...

Vais ver que vai chegar e quando menos esperares. Nao tens que agradecer, sempre que precisares ja sabes!

nês said...

o seu texto está adorável!
r: muito obrigada

cats said...

O medo é o pior de tudo, mas não te podes deixar vencer por ele. E tu tens essa força de que tanto falas aí dentro, todas temos. E vais ver que um dia encontras alguém que vais perceber logo que te podes entregar de todas as maneiras.
Obrigada e também te vou seguir, adoro a tua escrita. Um beijinho

inês said...

Olá querida,tenho um selo para ti no blog,um beijo com amor inês.

teixa pinto said...

Olá linda, tenho um selo para ti no meu blog! Um beijo, teixa.

Renata said...

Não tens que agradecer doce*

F. said...

r: obrigado, querida! tens um blogue lindo e escreves muito bem :')
eu acredito que, um dia, todos os nossos medos se dissipam: basta encontrarmos a pessoa certa.

Diary of a poet said...

Estou completamente sem palavras com o que li, parece que escreveste sobre mim. Sem palavras.. Eu bem sei como é essa a sensação e como nem toda a gente nos compreende, não é fácil de todo

Liv. said...

(Diary of a poet, não consigo ter acesso ao teu perfil.)
É verdade, nem toda a gente nos compreende e não é de todo fácil lidar com este tipo de sentimentos. Espero que tenhas mais sorte do que eu e que essa tua situação mude depressa. Que encontres alguém que te ajude a ultrapassar essa sensação de medo.

Mary said...

Como te compreendo princesa