Thursday, August 1

E pensar que podia ter-te perdido por alguém tão podre que apareceu na minha vida. Chegou como quem só pretende ajudar. Tretas. Uma pessoa já não pode acreditar na bondade das outras. Fez promessas e mais promessas. Foram desilusões atrás de desilusões. Às vezes pergunto-me como pude ser tão cega. Acreditar que alguém podia ser tão bom quanto ele. Com o passar do tempo ele foi-se revelando. Continuei cega. Eu que sempre disse que jamais deixaria que algum rapaz controlasse a minha vida. O que é certo é que ele conseguiu. E depois, desapareceu. A minha vida ficou um caos. Senti-me perdida. Sem chão. Mas não fui mulher de ficar no fundo. Jurei a mim mesma que nunca mais confiaria em ninguém, pelo menos, não tanto quanto confiei nele. Hoje estou de pé. De cabeça erguida e encaro a vida com o maior dos sorrisos. Tu foste capaz de me perdoar a ausência. Até mesmo a "traição". Tu foste a melhor amiga que alguma vez tive. O teu perdão foi a prova disso mesmo. Estás comigo todos os dias e dás tudo o que for preciso por mim. Hoje tenho a certeza disso. Tenho a agradecer-te por tudo. Toda a compreensão. Até porque tu já passaste por situações idênticas. Sabes que não é fácil. Hoje estamos juntas em tudo e para tudo. E aos dezoito anos que passamos juntas, iremos juntar mais dezoito. És a única pessoa com um coração verdadeiramente puro que conheço. Amo-te, sabes disso!

3 comments:

Renata said...

Muito muito obrigada pelas tuas palavras princesa. É sempre bom ouvi-las :)

mai said...

Obrigada querida <3

Renata said...

Claro que é querida :)